Arquivo para setembro \28\UTC 2011

VERNISSAGE EMOCIONA FAMÍLIA E EX-ALUNOS DE NESMARO

A noite da última terça-feira (27) foi marcada pela saudade. Em clima de festa, a Escola de Belas Artes “Heitor de Lemos” encerrou a primeira noite do seu 6º Simpósio de Arte-Educação, inaugurando a exposição de Nestor Marques Rodrigues (Nesmaro /1917-1981), ex professor da EBAHL. Com obras doadas a Escola por Sônia Schild, cunhada do artista, em abril do ano vigente, a exposição é composta por pinturas em óleo sobre tela, desenhos, aquarelas, croquis e fotografias que relembram o talentoso e sensível Nesmaro.

A diretora da EBAHL, Beatriz Batezat Duarte e Sônia Schild

Com a presença de familiares e antigos alunos, o vernissage foi uma oportunidade para reunir velhos amigos e relembrar experiências daqueles que por muito tempo conviveram com o artista, e assim, puderam perpetuar em suas memórias os trejeitos e hábitos de Nesmaro. As árias de óperas e músicas francesas, que muito eram cantaroladas pelo professor, foram a trilha sonora da noite.

Na ocasião, a diretora da Escola de Belas Artes, Beatriz Batezat Duarte, agradeceu a doação e garantiu que, conforme estabelecia Nesmaro, suas obras não deverão ser engavetadas, permanecendo em exposição para que Rio Grande e região possam admirar seu talento. Sônia Schild, doadora das obras, afirmou que Nestor tinha grande apreço pela EBAHL, onde lecionou por 12 anos, e que seus trabalhos não poderiam ser mais bem recebidos do que pela casa e cidade que o acolheram por tanto tempo. “Vendo o resultado desta exposição, fico mais convencida de que tomei a decisão correta. Confesso que ainda possuo alguns trabalhos de Nesmaro, meu marido era grande admirador de suas obras. Quem sabe novas doações poderão ser recebidas pela EBAHL no futuro”, declarou Sônia.

Nesmaro foi professor da Escola de Belas Artes “Heitor de Lemos” nas décadas de 60 e 70, nasceu em Montevidéu e radicou-se mais tarde no Brasil. Realizou sua primeira exposição no Rio de Janeiro com apenas 15 anos. Sua mostra fica disponível para visitação até o dia 10 de outubro na Galeria Breche, localizada na rua Carlos Gomes, 583. Mais informações pelo telefone 3232-3387.

28.09.11

EBAHL PROMOVE 6º SIMPÓSIO DE ARTE E EDUCAÇÃO

A Escola de Belas Artes “Heitor de Lemos” promove o seu 6º Simpósio de Arte e Educação nos dias 27, 28 e 29 de setembro. O evento, realizado bianualmente, oferece palestras, oficinas, concursos e apresentações artísticas englobando todas as áreas de ensino da EBAHL. As inscrições para participação do Simpósio estarão abertas a partir do dia 15 de setembro.

As atividades do Simpósio estarão divididas em três turnos, sendo palestras pela manhã, oficinas durante a tarde e eventos artísticos à noite, entre eles o tradicional Encontro de Vozes da Primavera (ENVOZP), realizado anualmente no Auditório Ewerton de Medeiros. Além deste, serão promovidos os concursos internos de dança e de artes plásticas entre os alunos da EBAHL. As palestras e oficinas estarão sendo ministradas por artistas e docentes especialistas em suas respectivas áreas de atuação, sendo elas a música, dança e artes plásticas.

No dia 27 de setembro será inaugurada a exposição de trabalhos do artista Nesmaro (1917-1981), especialmente montada para o Simpósio, utilizando obras doadas à Escola em abril deste ano.

Mais informações pelo telefone 3232-3387

 08.09.11

ORQUESTRA-ESCOLA MUNICIPAL REÚNE-SE PELA PRIMEIRA VEZ

 Os integrantes da Orquestra-Escola Cidade do Rio Grande reuniram-se pela primeira vez na noite da última quarta-feira(31), junto aos coordenadores do projeto, Marisa Saad e Marcio Ary, o Supervisor Cultural da SMEC, Luis Henrique Drevnovicz e a diretora da Escola de Belas Artes “Heitor de Lemos”, Beatriz Batezat Duarte. Os candidatos selecionados para integrar os naipes de sopro em instrumentos de metal estarão realizando o seu primeiro ensaio no sábado (10) pela manhã.

O projeto Orquestra-Escola é uma iniciativa da Supervisão Cultural da Secretaria de Educação e Cultura (SMEC), em parceria com a Escola de Belas Artes. Os músicos selecionados não são necessariamente profissionais e estarão recebendo aulas semanais de teoria e solfejo, ministradas pela professora Marisa Saad, voltadas para os conhecimentos que serão necessários durante os ensaios práticos. “As aulas de teoria serão um facilitador. Os alunos não terão uma formação sólida no assunto como se estivessem no curso regular, porém terão o conhecimento suficiente para o instrumento que já tocam”, explicou a professora. A primeira aula teórica está marcada para o dia 14 de setembro e será oferecida no período da manhã e da tarde. Os alunos estarão recebendo da Supervisão Cultural toda a estrutura necessária para a formação e bom andamento do projeto. Serão providenciados os instrumentos, uniformes, livros didáticos, vale-transporte aos que precisam, deslocamento para as futuras viagens em ocasião de apresentações, além do espaço físico oferecido pela Escola de Belas Artes, onde acontecerão os ensaio e aulas teóricas.

Segundo a diretora da EBAHL, Beatriz Duarte, os integrantes da Orquestra serão como parte do corpo discente da Escola. Serão observados os princípios de disciplina, freqüência e participação aos ensaios como pré-requisitos para a permanência no grupo.

Durante a reunião, o Supervisor Cultural Luis Henrique Drevnovicz salientou que a formação de uma Orquestra Municipal é um antigo sonho que finalmente se concretiza. “Este é um marco na história do município e uma grande oportunidade para novos músicos. O projeto crescerá graças à dedicação e conhecimento deles, junto ao nosso apoio”, declarou Drevnovicz. O Supervisor também ressaltou que os integrantes que já tocam em outras bandas não devem abandonar seus antigos grupos, afinal o objetivo do projeto é trocar experiências e conhecimentos entre os participantes.

Na pauta do encontro também foram discutidas questões como a disponibilidade de horários, conhecimento prévio em teoria musical e o repertório inicial da Orquestra.

SELEÇÃO DE MÚSICOS

Uma última seleção será realizada no dia 9 de setembro na Escola de Belas Artes. Os interessados deverão comparecer à Escola às 14 horas da quinta-feira (08) para efetuar a inscrição. O teste será realizado às 14 horas do dia seguinte. As vagas disponíveis são para os seguintes instrumentos: Trompete (4 vagas), Trombone (2 vagas) e Saxofone (3 vagas).

 O candidato deverá portar o seu documento de identidade no momento da inscrição e seu instrumento na ocasião do teste, no qual apresentará uma peça de sua escolha.

A Escola de Belas Artes “Heitor de Lemos” fica na rua Carlos Gomes, 583. Mais informações pelo telefone 3232-3387.

1º.09.11