EBAHL COMEMORA O SUCESSO DE CATS

Cats - Escola de Belas Artes - Foto Patrick Domingues (1)

A Escola de Belas Artes “Heitor de Lemos” (EBAHL) apresentou, no último final de semana, o musical Cats no Teatro Municipal do Rio Grande. Com ingressos esgotados duas semanas antes do espetáculo, os mais de 100 integrantes da produção encantaram o público com a sua versão do consagrado musical inglês.

Dança e música interagem em meio ao cenário e os criativos figurinos, desenvolvidos pelos próprios alunos, inspirados na produção original de 1981. A lua “Jellicle” ao fundo do beco dos gatos convidava a todos para o baile em que o líder do grupo escolheria um dos integrantes para evoluir a uma nova vida felina.

“O resultado dessa produção não poderia ter sido melhor. Recebemos inúmeros elogios do público e todos os participantes tiveram igual presença no palco, o que fez muitos de nossos alunos crescerem técnica e artisticamente. A escolha por um musical marcou uma nova fase da Escola de Belas Artes, juntamente com outras alterações positivas pelas quais estamos passando”, declarou a diretora da Escola, Beatriz Batezat Duarte.Cats - Escola de Belas Artes - Foto Patrick Domingues (2)

Gatos de todos os estilos e personalidades uniram-se para fazer deste um marco no histórico dos espetáculos da EBAHL. Segundo Gabriel Ribeiro, que interpretou o gato Alonzo, atuar em um musical era um grande desejo pessoal. “Ter participado de Cats foi a melhor experiência da minha vida até hoje no mundo da dança, pois além de dançar, o espetáculo exigiu atuação e isso fez com que eu me identificasse cada vez mais com o trabalho. Dançar um musical sempre foi um desejo muito grande da minha parte e Cats fez com que isso se concretizasse. O reconhecimento do público provou que podemos sim fazer grandes espetáculos em nossa cidade”, afirmou Gabriel.

Fora do palco a satisfação não é menor. Segundo um dos diretores coreográficos do espetáculo, Patrick Domingues, o objetivo era encantar o público. “Foi simplesmente maravilhoso fazer parte do musical, embora não tenha dançado, participei diretamente da produção. Foi um espetáculo grandioso onde o foco principal era alegrar e emocionar o público, o que foi concretizado com a excelente performance do elenco”, declarou Patrick. Os ensaios iniciaram em agosto, juntamente com a produção de figurinos e adereços do musical.

Cats - Escola de Belas Artes - Foto Patrick Domingues (3)

_________________________________________________________________________

 

A MÚSICA DE CATS

Cats - Renan da Fonseca como Rum Tum Tuger - Foto Patrick Domingues

Um dos diferenciais de Cats foi a interpretação de músicas ao vivo, como no musical original, composto por Andrew Lloyd Webber. Cada personagem se apresenta dançando e cantando sobre as suas próprias características ou de algum outro gato em cena. O roteiro da peça permaneceu inalterado, com algumas reposições coreográficas para inserir as crianças dos cursos de ballet e jazz da Escola. Renan da Fonseca, também diretor coreográfico do grupo e o intérprete do gato Rum Tum Tuger, afirmou que esta foi uma oportunidade única. “Pudemos mostrar todo o aprendizado adquirido na Escola com alunos de ballet, jazz, canto, técnica vocal e teatro. Foi uma forma de enaltecer todo o potencial que a Escola de Belas Artes tem e que não pode ser desconsiderado”, apontou Renan, que, desde março, teve aulas de técnica vocal para aprimorar sua performance como o gato mais audaz e vaidoso de Cats.  Cats - Fernanda Miki como Grizabella - Foto Cátia Ferreira

Os alunos de canto Roberta Klein e Ng Haig They, intérpretes dos personagens Sillabub e Skimbleshanks, respectivamente, também foram solistas pela primeira vez em um espetáculo da EBAHL. Ambos já haviam participado do coro em Carmen, em 2011, e La Traviata, em 2012. Em Cats cantaram também Breno Ribeiro, do conservatório de Música de Pelotas, que interpretou o gato Munkustrap; e os alunos da EBAHL Giovani Corrêa, no papel de Old Deuteronomy, o gato mais velho e sábio do bando, e Fernanda Miki, interpretando o papel de Grizabella, a gata glamurosa, mas triste e renegada por todos, que ao final é escolhida para ascender a uma nova vida felina.

A previsão é de que Cats seja reprisado em forma compacta no dia 18 de dezembro em frente à Prefeitura Municipal do Rio Grande e em 2014 em Pelotas.

Cats - Giovani Corrêa como Old Deuteronomy - Foto Patrick Domingues

Cats - Grizabella ascende a sua nova vida Jellicle - Foto Patrick Domingues

04.12.13

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: